domingo, 27 de maio de 2012

Flu é guerreiro, se supera e, com um menos, empata: 2 a 2

Com nove desfalques e atuando com um menos durante 50 minutos, o Fluminense empatou com o Figueirense em 2 a 2 neste domingo, no Engenhão. O Tricolor foi superior durante boa parte do jogo, mas a expulsão de Wallace no primeiro tempo foi determinado. Por alguns erros de posicionamento e sorte do adversário, acabou cedendo a igualdade por duas vezes. Marcos Júnior e Wagner marcaram para o time de Abel Braga.

O Fluminense provou no início da partida que a ressaca pela eliminação da Libertadores é coisa do passado. Envolvente, veloz e com muita disposição, o Tricolor dominou as ações do jogo.

Antes dos 15 minutos a equipe já havia criado duas boas oportunidades. O Figueirense não conseguia sair da defesa com a marcação na saída de bola feita pela equipe de Abel Braga.

Wagner, acredite, foi o melhor do time no primeiro tempo, atuando como um típico meia-armador, sua posição de origem. Distribuiu o jogo com qualidade, ajudou na marcação e esbanjou raça. Thiago Neves e os laterais também apareciam com qualidade. O gol era questão de tempo.

Aos 16 minutos, após bela troca de passes entre Samuel e Wallace, o lateral cruzou rasteiro para Thiago Neves. O meia tocou para a área, Marcos Júnior girou e chutou bonito de esquerda: 1 a 0 Tricolor.
A partir do gol, o Fluminense se retraiu, esperando uma chance para fazer o segundo no contra-ataque, que não veio. Aquela equipe do início da partida, mantendo a posse de bola e agredindo em velocidade, havia sumido. Muito em razão da dupla de ataque, que caiu muito de produção, principalmente Samuel. O centroavante, a partir do gol, errou muitos passes.

O Figueirense começou a gostar do jogo, mas só ameaçou Diego Cavalieri em um chute na entrada da área. Mas eis que inexperiência de Wallace transformou a partida num drama para o Fluminense mais uma vez. O garoto já havia tomado cartão amarelo e, após fazer falta forte na entrada da área, levou o segundo, sendo, consequentemente, expulso.

O drama começou cedo na etapa final. Aos 13 minutos, após rebatida errada da zaga, os jogadores ficaram olhando e Caio fuzilou para o gol.

O empate, porém, não desanimou os guerreiros. O Fluminense, ao contrário do primeiro tempo, ameaçava com perigo nos contra-ataques. Em um deles, conseguiu o segundo gol.

Depois de linda jogada de Thiago Neves, iludindo dois marcadores, ele rolou para Marcos Júnior. O garoto, inteligentemente, deu passe de primeira para Wagner desempatar a partida.

Mas parecem ter colocado o nome do Fluminense na macumba. O Figueirense, que mesmo com um jogador a mais pouco ameaçava, achou o gol de empate em chute despretensioso. A bola desviou e matou Diego Cavalieri: 2 a 2.

O Figueira teve algumas chances, o Flu outras, mas ficou no empate. O 2 a 2 foi um castigo pelo que o Tricolor fez na partida. Faltou tranquilidade ao jovem Wallace e mais sorte ao time.

1 comentários:

David J. Pereira disse...

Olá!

Podemos fazer uma troca de links entre blogues por favor?

O meu é: http://davidjosepereira.blogspot.pt/

Muito Obrigado!

Depois passem pelo meu a confirmar a troca, para eu também adicionar o vosso blogue aos meus links.

Postar um comentário