sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Com quatro gols de defensores, Flu goleia o Galo e derruba Luxemburgo

O céu é logo ali, e o inferno também. Fluminense e Atlético-MG pisaram no gramado do Engenhão na noite desta quinta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, rodeados de pressão. Três jogos sem vencer de um lado, uma crise de tamanho assustador do outro. Era vencer ou vencer. Venceu o time de melhor campanha. E por goleada. O placar de 5 a 1 para o Tricolor, dono do melhor ataque da competição (45 gols), foi construído na maior parte pelo poder de fogo de defensores. O lateral Carlinhos (duas vezes) e os zagueiros Leandro Euzébio e Gum marcaram. O quinto foi do meia Marquinho, já nos acréscimos. Daniel Carvalho, de falta, fez o gol de honra do Alvinegro mineiro na derrota que causou a demissão de Vanderlei Luxemburgo.
Defesa resolve e brilha a estrela do lateral-esquerdo Carlinhos

O Atlético-MG voltou para o segundo tempo com Diego Souza no lugar do atacante Obina. O ex-jogador do Palmeiras e cria da base do Fluminense mostrou-se lento e tratou logo de dar um contra-ataque de presente para o Tricolor em sua primeira participação.

Sentindo a falta de um homem na frente depois da saída de Obina, Vanderlei Luxemburgo colocou Neto Berloa e tirou Serginho. Para responder, Muricy trocou o volante Fernando Bob por Valencia.

E a situação do Galo, que já era difícil com a atuação de um apagado Diego Souza, ficou pior quando Alê fez falta em Rodriguinho, recebeu o segundo cartão amarelo e foi para o chuveiro mais cedo, aos 17.

O Flu não demorou muito para aproveitar a vantagem numérica. Três minutos depois da expulsão, Mariano cruzou na área e Gum subiu para marcar o terceiro gol do Tricolor.

O lateral-direito, inspirado pela convocação para a Seleção Brasileira, parecia correr o dobro dos atleticanos. Mas quem roubou a cena na noite foi outro lateral. Carlinhos, não satisfeito em já ter marcado um, puxou contra-ataque aos 31, tabelou com Washington, driblou Réver e marcou seu segundo na noite. Virou goleada.

Para coroar o momento de Mariano, Muricy Ramalho colocou Thiaguinho para jogar e o novo lateral direito do Brasil sair de campo sob aplausos.

Se por um lado a noite de Mariano e Carlinhos se transformou em sonho, a de Diego Souza tinha todas as características de um pesadelo. Com apenas um toque na bola, e errado, o camisa 11 do Galo deu uma tesoura no lateral-esquerdo do Flu e foi expulso merecidamente, resumindo o momento terrível atravessado pelo Atlético.

E ainda deu tempo para mais um. Marquinho completou a goleada do Tricolor ao fazer o quinto gol aos . O Tricolor chegou aos 45 pontos, recuperou a vice-liderança do Brasileirão, apenas dois pontos atrás do Corinthians.
O Fluminense agora pega o Vitória domingo em Salvador.

FLUMINENSE: Rafael; Mariano (Thiaguinho, 32'/2ºT), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Fernando Bob (Valencia, 16'/2ºT), Diogo, Deco e Conca (Marquinho, 36'/2ºT); Rodriguinho e Washington. Técnico: Muricy Ramalho

6 comentários:

Cleber Soares disse...

E ai Luciano, blz.
Vencer de goleada sempre é bom. E não poderia ter momento melhor, com isso o tricolor volta a colocar o trem nos trilhos. Já o galo....

Hernán Goldzycher disse...

Realmente muy bueno tu blog sobre Fluminense. Yo ya puse el link de tu blog en el mio. Si queres fijarte visitame a:

http://dpuntin.blogspot.com

cuando puedas, pone el link del mio en el tuyo.
saludos

Felipe Hutter disse...

Falaí,

Parabéns pela iniciativa e pelo blog!!!

Estamos reformulando o Corneta Diária e em breve colocaremos links de outros camaradas! Pode contar conosco.

Grande abraço,

Felipe.

Saulo disse...

Sabia que ia acontecer isso nesse jogo.

PCFilho disse...

Já coloquei o seu link lá no Jornalheiros.

Me avise quando colocar o link aqui também.

Parabéns, mantenha o bom trabalho!

Saudações Tricolores,
PC

Vinícius Faustini disse...

O link já está colocado no meu blogue. Muito obrigado pelo desejo de fazer parceria com "O tempo e o placar...".

Abraços,

Vinícius Faustini

Postar um comentário